Dan Cates admite ghosting em high stakes, acusa outros de também trapacearem

e recebe críticas de profissionais

Porém, alguns jogadores criaram a hashtag #FreeJungle e defenderam o craque

Postado por Átala Souza - www.mundopoker.com.br

Não se fala de outra coisa nos últimos dias a não ser da trapaça nos jogos high stakes denunciada por Bill Perkins no Twitter. Depois de soltar a bomba, todo mundo quis saber quem era o jogador por trás das ações.


Logo surgiram boatos de que Dan “jungleman” Cates estava envolvido no caso, já que o milionário deu a pista de que a pessoa estaria no Top 7 do mundo. Além disso, Dan Bilzerian botou mais fogo na lenha quando acusou na rede social o “jungleman” como o culpado.


Embora ele tenha apagado o tweet, Dan Cates fez questão de se defender das acusações e nesta quarta-feira (27) fez um pronunciamento oficial sobre o assunto, mas acabou confessando sua participação.

Segundo o profissional, ele não pôde realmente falar sobre o caso por questões jurídicas e financeiras. No pronunciamento, o americano explicou de onde conhece Sina Taleb e nunca ter jogado uma partida contra Dan Bilzerian como foi dito.


“Para ser claro, comecei a jogar com Sina (seu sobrenome não é Taleb, para constar) em 8 de maio e, finalmente, joguei poucas sessões, nenhuma das quais era contra Dan Bilzerian como alegado”, escreveu.


Ainda de acordo com Cates, o craque chegou a jogar contra o milionário Bill Perkins. “Eu joguei algumas mãos contra Bill Perkins, que sentou em um jogo que eu entendi estar cheio de profissionais praticamente ghosting”, disse.


Daniel “jungleman” Cates admitiu participação na trapaça e alegou não ser o único envolvido


Daniel Cates não parou por aí e revelou muito mais. “Eu pensei que já que muitos no site estavam usando profissionais para jogar por eles (o que era evidente pelo nível excepcionalmente alto de jogo) no momento me pareceu aceitável jogar. Infelizmente Bill foi pego no fogo cruzado e sinto muito por isso”, contou.


O craque também falou ter achado injusto ser apontado como culpado enquanto existem muitos outros mais transgressores. “Aceito que, como modelo para a comunidade de poker, minha punição deve ser desproporcional em comparação com um jogador normal. Eu me apego a um alto padrão de ética e aspiro ser desprovido de desigualdade, mas ainda cometo erros e sinto muito por minhas ações. Farei o meu melhor para me comportar melhor no futuro”, revelou.


Por fim, o profissional agradeceu por todo apoio recebido por alguns membros da comunidade do poker. “Um agradecimento especial para Nick Schulman, que me contatou para garantir que eu estava bem e iniciou o movimento #Freejungle. Se alguém mais acredita na minha integridade e que não devo ser criticado pela Internet, agradeço qualquer apoio e o agradeceria especialmente se o conhecesse”, declarou.


Repercussão

Assim que Dan Cates fez o pronunciamento muitos jogadores profissionais e recreativos comentaram sobre a resposta do craque. Bill Perkins foi um deles que disse o seguinte: “bom, eu mantenho minha palavra e parte da história está publicada. Esta foi a coisa certa a fazer na minha humilde opinião”, escreveu.

Outro nome importante do cenário do esporte da mente, Shau Deeb também resolveu opinar sobre o assunto. “Outros fazerem não é uma desculpa para você também fazer. Claramente se você queria jogar o jogo, alguns dos recreativos não estavam recebendo ghosting, você escolheu equidade constante ao invés de moralidade e ética. Se a barra é o que outros fazem, é uma ladeira escorregadia de trapaça constante”, comentou.

Não foram só os profissionais que resolveram desabafar sobre a resposta de Dan Cates, o recreativo Dan Shak desaprovou a atitude do craque. “Como um jogador recreativo que NUNCA teve nenhum ghost na minha conta, é muito perturbador ouvir a #freejungle. Ele não é o problema e eu gosto muito dele, mas dizer que está tudo bem, todo mundo que faz isso é uma farsa para o poker online e, especialmente, para o aplicativo. # Trapaça não é legal”, twittou.


4 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Instagram

© 2020 The Deck Poker Club. Todos os direitos reservados.

The Deck Poker Club - CNPJ: 20.222.226/0001-44

Rua Dr. Delfim Rennó Moreira, 110 - Jardim Santo Antônio

Santa Rita do Sapucaí, MG, CEP 37540-000

O The Deck Poker Club reserva-se no direito de cancelar, suspender ou modificar a qualquer momento, sem aviso prévio ou qualquer outra condição, conteúdos, eventos, programações e promoções apresentados no site.

WPPCALOPSITA.png