Nem sorte, nem azar. O Poker é um esporte de habilidades!

Atualizado: Mai 11

O Poker não é um jogo de azar, sendo fácil identificar vários motivos que comprovem essa afirmação. Tampouco é um jogo de sorte – mesmo exercendo certa influência, como em outros esportes, a sorte não é um elemento primordial desse jogo. Todavia, o Poker é, sim, um esporte em que as habilidades de um jogador influenciam suas escolhas e decisões, determinando o resultado da partida.


Para se tornar um bom jogador, é preciso entender como essas 3 palavras – azar, sorte e habilidade – se relacionam dentro do mundo do Poker. Segundo o artigo 50 do decreto de lei 3.688/41, consideram-se jogos de azar aqueles em que o ganho e a perda dependem exclusiva ou principalmente da sorte. Trata-se de jogos que não possuem nenhum processo de escolha durante a partida; todos os eventos são totalmente aleatórios, sendo impossível prever seu resultado final – um bom exemplo disso é o caça níquel. Diferentemente do que ocorre no Poker, onde os fatores que causam um determinado evento são conhecidos, o que diminui a incerteza do resultado final, e ainda permite o cálculo das chances desse evento ocorrer – a chamada probabilidade matemática do Poker.


Para exemplificar, considere o seguinte cenário: em uma determinada mão, o jogador A recebe duas cartas boas, enquanto seu adversário recebe duas cartas piores. Por meio de uma simulação feita via software, onde o mesmo jogo é repetido diversas vezes (sem possibilidades de escolha ou ações), constata-se que o jogador A apresenta 80% de chances de ganhar, contra 20% do seu adversário; ou seja, se o jogador A jogasse 5 vezes essa mesma mão, ele perderia apenas 1 vez. Matematicamente, o jogador A é o grande favorito, porém, apesar de baixa, a probabilidade de se perder ainda existe. E essa perda pode acontecer a qualquer momento, como numa final de um torneio especial, por exemplo. O que não indicaria nem sorte, nem azar – seria apenas probabilidade. Compreender o funcionamento das probabilidades e estatísticas matemáticas, é uma das habilidades essenciais ao jogador de Poker; saber calcular quais são as chances de ganhar ou perder uma mão, auxilia a tomar decisões melhores e mais assertivas.


Entretanto, de nada adianta ter a sorte de estar com uma mão favorita, se o jogador não souber o que fazer com essa mão. Dando sequência na situação anterior, imagine que o adversário, sendo mais experiente e percebendo a insegurança do jogador A, resolva blefar, dando um all in (apostando todas as suas fichas). Apesar de ter as melhores cartas, mas sem ter conseguido fazer essa leitura do jogo, o jogador A se assusta e decide dar fold (sair da mão). Em uma única ação, o adversário mudou o rumo do jogo, levando o pote, quando sua probabilidade de ganhar era de apenas 20%. Para isso, o adversário precisou controlar e manipular suas próprias emoções, ao mesmo tempo em que estudava o jogador A, se aproveitando do estado emocional dele. Percebe-se aí que um resultado depende muito mais das habilidades estratégicas que da sorte do jogador.


Ainda sobre o exemplo dado, suponha que, o jogador A estava num torneio importante e o perdeu com aquela mão citada acima, onde suas chances de ganhar eram de 80%. É muito provável que sua frustração tenha sido enorme, porém, sem a noção das suas probabilidades de ganho e perda, esse sentimento poderia ter sido exacerbado, levando-o ao tilt (confusão ou frustração mental e/ou emocional). Essas circunstâncias exigem do jogador um elevado controle emocional; primeiro, para aceitar que um jogo de Poker é feito a longo prazo e é constituído de ganhos e perdas; segundo, para em caso de tilt, evitar tomar qualquer decisão, pois há grande possibilidade dela estar errada, afetando diretamente os resultados no Poker.


Diante de todo esse cenário, fica evidente que o Poker estimula várias áreas mentais em cada tomada de decisão durante as rodadas de uma mão, motivo que o leva a ser considerado um esporte da mente. Portanto, muito mais que sorte ou azar, um bom jogador de Poker deve ter suas habilidades (matemáticas, estratégicas e psicológicas) muito bem desenvolvidas: calcular probabilidades, ter domínio das próprias emoções, ler seus adversários e o ambiente e planejar suas estratégias são apenas algumas delas. Estudar e praticar o Poker constantemente são ações fundamentais para quem quer ter sucesso no mundo do Poker.


38 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Sorte no jogo... E no amor também!

É famosa a frase que diz: sorte no jogo e azar no amor! Porém, a realidade não é bem essa. Muitos jogadores de Poker são casados e possuem f

  • Facebook Social Icon
  • Instagram

© 2020 The Deck Poker Club. Todos os direitos reservados.

The Deck Poker Club - CNPJ: 20.222.226/0001-44

Rua Dr. Delfim Rennó Moreira, 110 - Jardim Santo Antônio

Santa Rita do Sapucaí, MG, CEP 37540-000

O The Deck Poker Club reserva-se no direito de cancelar, suspender ou modificar a qualquer momento, sem aviso prévio ou qualquer outra condição, conteúdos, eventos, programações e promoções apresentados no site.

WPPCALOPSITA.png