Tô na Área: Bruno Medalha, o “SOUFODAMS”, conta trajetória e história divertida de primeiro título

live: “ninguém acreditou”


O grinder é um dos destaques do poker brasileiro em 2020


Postado por Guilherme Schiff - www.mundopoker.com.br

Você já deve ter visto nos resumos online aqui do Mundo Poker e nas abas de torneio do PokerStars o nick “SOUFODAMS”. O dono dessa conta de nome criativo é o matogrossense Bruno Medalha, jogador de apenas 27 anos que mora na cidade de Dourados. Um resultado marcante conquistado por ele aconteceu em 2017, quando levou o título do Evento #28-Low do WCOOP.


Na época, ainda sem ter a identidade revelada pela mídia, Bruno ganhou US$ 15.282 e deu indícios do que vinha no futuro. Nesta temporada, o que se vê do “SOUFODAMS” é muita consistência e bons resultados. Por exemplo, exatamente um mês atrás ele foi campeão do Evento #129 da Summer Series e levou um baita prêmio de US$ 35.638.


Bruno contou um pouquinho de sua história no quadro “Tô na Área” e revelou que está nesta caminhada em carreira solo. “Eu jogo por conta atualmente, na verdade sempre joguei e no momento não pretendo jogar por algum time”, disse o profissional. Ele citou quatro amigos como referências: “marco_arruda”, “lucas louly”, “Formigah052” e “vinizuxo”.


“Fui começar a entender mais sobre o jogo e a pegar gosto mesmo somente na época de faculdade. Eu fazia Engenharia Civil e foi quando comecei a jogar Home Games com amigos mais ou menos em 2016”, contou Bruno. O craque também comentou sobre a resistência da família no início e características que vê como diferenciais na carreira. “Não deixo problemas externos afetarem meu jogo”, apontou.


O papo com Bruno Medalha também rendeu uma história divertida que marcou o primeiro título dele no live. A cravada praticamente aconteceu depois de uma “maratona do álcool”, emendando festa e churrasco antes do torneio. “Ninguém acreditava que eu tinha conseguido ganhar o torneio naquelas condições, depois de ter bebido bastante e sem ter descansado”, brincou o craque, agora devidamente apresentado pelo Mundo Poker.



Confira a entrevista completa com Bruno Medalha:


MP: Como que foi seu primeiro contato do jogo? E um pouquinho mais sobre você no geral?


BM: Eu tenho 27 anos, nasci em Campo Grande/MS e atualmente moro em Dourados/MS. Conheço o poker desde tempos da escola em que eu já jogava os fictícios do PokerStars, mas não entendia nem as regras direito. Fui começar a entender mais sobre o jogo e a pegar gosto mesmo somente na época de faculdade. Eu fazia Engenharia Civil e foi quando comecei a jogar Home Games com amigos mais ou menos em 2016.


MP: Você joga por conta atualmente? Pensa em entrar para um time?


BM: Eu jogo por conta atualmente, na verdade sempre joguei e no momento não pretendo jogar por algum time.


MP: Como foi a reação da sua família quando percebeu que o poker seria algo sério para você?


BM: No começo minha família ofereceu resistência, principalmente por não saber direito do que se travava e como era o mundo do poker. Tinham um certo medo de que eu fosse perder dinheiro, me afundar, coisas desse tipo. Não sabiam que dava pra se viver sendo profissional de poker online. Mas aos poucos eles foram mudando seus pensamentos vendo como eu me dedicava e me esforçava pra melhorar a cada dia. E com os resultados chegando e entendendo melhor como tudo funcionava, ele foram ficando mais tranquilos e entenderam que era uma profissão como qualquer outra.


MP: Você tem conquistado bons resultados em 2020. Como que tem sido esse período de isolamento?


BM: Esse período de isolamento tem sido muito marcante pra mim, não só pelos resultados, mas pelo volume de torneios e demanda de jogadores que é algo que eu nunca tinha visto.


MP: Quais características do seu jogo você vê como chave do sucesso?


BM: Uma das minhas características que gosto em relação ao jogo especificamente é que mesmo estando nervoso ou ansioso em alguma reta importante eu não deixo de fazer alguma jogada arriscada e agressiva que julgo ser lucrativa, sou meio desapegado com os torneios/fichas. E tratando da parte mental eu acredito que eu consiga me manter 100% focado quando sento para jogar independente dos problemas pessoais. Não deixo problemas externos afetarem meu jogo.


MP: Tem alguma história especial que marcou a sua carreira?


BM: Tem uma história legal de quando eu cravei meu primeiro torneio live sem ser Freeroll. Era um 15K garantidos aqui de Dourados. Me classifiquei para o Dia 2 que seria na tarde domingo e no sábado tinha uma festa muito boa pra ir. Fui com um grupo de amigos, os “Pistoleiros”, ficamos até de manhã bebendo e curtindo e depois fomos virados lá pra minha casa assistir São Paulo e Corinthians e fazer churrasco. Acabou o jogo e fui para o torneio totalmente alcoolizado e mesmo assim consegui cravar. Foi engraçado porque ninguém acreditava que eu tinha conseguido ganhar o torneio naquelas condições, depois de ter bebido bastante e sem ter descansado.


MP: Quem são suas referências no jogo no poker online?


BM: Minhas referências são meus amigos daqui do estado mesmo. Marco “marco_arruda”,   que me deu coach no início da minha carreira. Lucas “lucas louly” e Wesley “Formigah052”, que foram os primeiros amigos que o poker me trouxe e desde que os conheci sempre me ajudaram a evoluir profissionalmente e o Vinícius “vinizuxo” que conheci um tempo depois de me tornar profissional e que com certeza também me ajuda a melhorar a cada dia.


MP: Como é a sua relação com o live? Pretende jogar mais torneios ao vivo quando voltar?


BM: Eu gosto bastante de jogar live, independente de ser cash ou torneio. Em relação a torneios, aqui na minha cidade nunca foi de ter eventos grandes, o que eu sinto falta, mas eu sempre tentava estar presente mesmo nos menores. E nos cashs praticamente toda semana eu jogava com amigos pra me divertir. Pretendo matar a saudade do ao vivo sim quando esse período de pandemia passar, mas nada muito exagerado. Pretendo continuar com quase 100% do foco no online mesmo.


MP: Qual é seu maior sonho e objetivo a curto prazo no poker?


BM: Meu maior sonho seria ganhar algum torneio grande do live contando com a energia positiva de pessoas que amo ali do lado vibrando e torcendo comigo, imagino que seja uma das melhores sensações que se possa ter. E meu maior objetivo no momento é ser lucrativo nos torneios de até US$ 1K. Saber que eu posso jogar torneios de US$ 1.000 contra vários monstros do jogo e ainda lucrar com isso já seria sensacional.

2 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Instagram

© 2020 The Deck Poker Club. Todos os direitos reservados.

The Deck Poker Club - CNPJ: 20.222.226/0001-44

Rua Dr. Delfim Rennó Moreira, 110 - Jardim Santo Antônio

Santa Rita do Sapucaí, MG, CEP 37540-000

O The Deck Poker Club reserva-se no direito de cancelar, suspender ou modificar a qualquer momento, sem aviso prévio ou qualquer outra condição, conteúdos, eventos, programações e promoções apresentados no site.

WPPCALOPSITA.png