Tô na Área: Marcelo Valadão relembra vice no Sunday Million, missclick que rendeu big hit

e realização dos sonhos da esposa e mãe com o poker


O mineiro falou da sua opção por seguir carreira solo e o que pretende conquistar em breve


Postado Átala Souza - www.mundopoker.com.br


O Brasil está cheio de histórias incríveis de jogadores de poker e uma delas pertence ao Marcelo Valadão. Lá em 2012, o mineiro teve o primeiro contato da vida com o jogo de cartas por meio de um amigo num home game. Bastou isso para que ele criasse interesse no baralho.


Então, como é de costume nessa trajetória do esporte, ele decidiu começar a estudar e jogar dinheiro real nas plataformas online. “Em aproximadamente dois anos já me considerava profissional, conseguindo suprir todas as minhas despesas apenas com o retorno do poker online”, contou ele que sempre teve o apoio da mãe mesmo ela não entendendo muito a escolha no início.


“Mas a partir do momento que as coisas começaram a fluir, ela percebeu que o poker ia bem além de um jogo de cartas, que não era um jogo de azar e sim um jogo de estratégias e probabilidade. No mais, para as coisas darem certo, dependeria apenas da minha dedicação”, disse.


Apesar da consciência, “marcelo v121” não colocou tanto em prática a disciplina que precisava nos estudos. “Porém, com o passar do tempo, percebi que era necessário dedicar mais, criar uma rotina e ter constância. Atualmente faço o que praticamente todos os players fazem: tenho uma rotina de estudos, fazendo review dos meus torneios e outra forma de estudar que me atrai muito é assistir as mesas finais com cartas reveladas. Pois é sempre bom procurar entender as estratégias utilizadas por outros jogadores”, revelou.


E apesar do poker ser um esporte muito solitário para o jogador, ele pode aliviar esta perspectiva participando de times. No entanto, o mineiro optou por seguir o caminho sozinho. “Já recebi alguns convites, porém nunca participei de time algum, mas entendo que fazer parte tem vários benefícios. Ainda assim decidi seguir carreira solo”, comentou.


Um erro que deu certo



Com o amadurecimento no esporte da mente, Marcelo Valadão seguiu firme no poker online e no ao vivo. Só nos torneios live, o player de Minas Gerais coleciona 13 troféus divididos em regionais e eventos paralelos do campeonato mineiro de poker no qual guarda com carinho da mesa final do High Roller que foi acompanha pela família e amigos.


Falando no quesito de grandes circuitos brasileiros, Valadão só participou até agora do KSOP, mas promete mudar isso em breve. “Devido ao fato de gostar muito também do poker live, tenho planos de começar a rodar o circuito BSOP, KSOP, etc”, falou.


E quando o assunto é online, aí sim o craque domina o cenário e tem até uma história curiosa de quando conquistou a primeira grande premiação da carreira no antigo U$$ 320 Thursday Thrill do PokerStars, em 2016. “Meu primeiro big hit me pegou de surpresa pelo fato de na época jogar average buy in de $ 20. Neste dia iria registrar no Thursday Thrill $33, porém acabei registrando no extinto U$$ 320 Thursday Thrill em um miss click clássico, conquistando meu primeiro título de cinco dígitos, $19k”, revelou.


Passado o susto de se registrar no torneio errado e de ainda cravar a disputa, o profissional do esporte da mente ficou impressionado com o que havia acontecido especialmente por ser uma competição de nível técnico superior ao que já era acostumado a jogar. Além disso, com o erro, ficou aquela pressão de recuperar o valor investido no torneio e só quando estava em ITM pode respirar aliviado, colocando suas habilidades em prática.


“Após essa conquista, consegui adquirir meu primeiro carro e não depender mais do da minha mãe, tendo para mim uma grande importância, pois a partir desse momento tive a certeza que esse seria o caminho que queria trilhar. Não apenas pelo fato de ter conquistado o automóvel, mas sim começar a colher bons frutos através daquilo que amo fazer”, comentou.


“O garoto que ganhou R$ 400 mil jogando baralho”


“Com a premiação, consegui adquirir minha própria casa, realizar o sonho da minha esposa – fizemos nossa festa de casamento com tudo que tínhamos direito – e tive a satisfação em ajudar minha mãe a iniciar a construção de uma casa na fazenda”, Marcelo Valadão

No ano seguinte, o mineiro viveu outra experiência importante no Sunday Million do PokerStars envolvendo mais um elemento surpresa, medalha de prata e forra de seis dígitos. “Por incrível que pareça não era costume jogar aos domingos. Sempre priorizei curtir o final de semana junto à minha namorada (atualmente minha esposa). Nos víamos apenas no final de semana porque ela morava em uma cidade vizinha, não sendo possível nos vermos todos os dias”, relembrou.


Ainda na sua participação no disputado torneio do PS, ele tinha vendido algumas cotas para uns amigos do home game, tendo em torno de 30% do prêmio. Mas Marcelo Valadão acabou precisando fazer uma reentrada e assim eles acabaram não participando e ele ficou com toda a forra de US$ 117.044, cerca de R$ 370.000 naquele ano de 2017.


Com a grande conquista,”marcelo v121″ pode realizar alguns sonhos. “Com a premiação, consegui adquirir minha própria casa, realizar o sonho da minha esposa – fizemos nossa festa de casamento com tudo que tínhamos direito – e tive a satisfação em ajudar minha mãe a iniciar a construção de uma casa na fazenda. Além disso, fiquei famoso na minha cidade e nas cidades vizinhas como o ‘garoto que ganhou R$ 400.000 jogando baralho'”, contou.


Planos e inspirações


Assim como a maioria dos jogadores do esporte da mente, Marcelo pretende ter sua estabilidade financeira exclusivamente do baralho e ser inspiraçãos para os demais da comunidade. Ah, só que isso não é tudo não. “Gostaria muito de conquistar um bracelete da WSOP. O poker me proporcionou antes do esperado aquisição de bens materiais, os quais não imaginava conseguir tão cedo. Além disso, me mostra a cada dia que é possível ser feliz e realizado fazendo o que ama”, confessou.


E mesmo faltando alguns meses para 2020 chegar ao fim, o jogador mineiro já tem o que comemorar ao fazer um breve balanço do ano. “Está sendo muito produtivo, pois já consegui atingir excelentes resultados, inúmeras mesas finais em MTTS, várias cravadas e também consegui chegar bem próximo do que seria minha segunda mesa final do Sunday Million, conquistando o 12º lugar. Enxergo uma caminhada de muito estudo, determinação e resiliência”, falou.


“marcelo v121” pode não ter citado ali em cima, mas as inspirações também completam a trajetória de sucesso no poker. “Minhas maiores inspirações no esporte da mente desde o início da minha trajetória no poker são: Caio Pessagno (meu primeiro coach), André Akkari, Yuri Nerdguy, João Simão, Fedor Holz, Daniel Negreanu, Lena900, Tonkaaaa, dentre outras”, disse.


Como vimos, nomes importantes não faltam para estimular Marcelo Valadão a dar sempre o seu melhor no poker e enquanto o bracelete da WSOP não chega, ele já vai treinando os agradecimentos. “Agradeço primeiramente a Deus por me permitir viver do poker. A minha mãe que sempre me apoiou e que vibra comigo em todas as minhas conquistas. A minha esposa que desde o início me apoiou mesmo não tendo conhecimento nenhum do esporte. Aos meus familiares em geral e aos meus amigos, que direta ou indiretamente contribuem para o meu crescimento pessoal e profissional”, comentou.

1 visualização
  • Facebook Social Icon
  • Instagram

© 2020 The Deck Poker Club. Todos os direitos reservados.

The Deck Poker Club - CNPJ: 20.222.226/0001-44

Rua Dr. Delfim Rennó Moreira, 110 - Jardim Santo Antônio

Santa Rita do Sapucaí, MG, CEP 37540-000

O The Deck Poker Club reserva-se no direito de cancelar, suspender ou modificar a qualquer momento, sem aviso prévio ou qualquer outra condição, conteúdos, eventos, programações e promoções apresentados no site.

WPPCALOPSITA.png